sábado, 15 de maio de 2010

Mandíbulas Da Vida

Um rosto abatido pelos pensamentos, além do que os olhos podem ver.
Apenas erros, pois esse é o objetivo que bem antes da sentença já vem com a execução.
Que visão? Plantarmos as sementes pensando em um dia colher nossos frutos “igualdade”.
Não da pra crer nesse monte de mentira que criaram para nos mastigar.

“Olhe para sua vida,
olhe pra você.
Um ser preso e controlado
com a função de nascer e morrer”

E a escolha de lutar é claro!

Um comentário: